Home / Histórico

Histórico

Criado através da Lei 1.570, de 15 de dezembro de 1961, o município de Aurelino Leal possui uma área territorial de aproximadamente 438 Km2 e uma população de aproximadamente 13. 130 habitantes de acordo com o último censo. A principio, a localidade que pertenceu à Capitania de Ilhéus, recebeu a denominação de São Miguel. Depois seu território foi anexado ao município de Barra do Rio das Contas (atual Itacaré). Experimentou crescimento a partir da década de 1930. Com a chegada da Estrada de Ferro em l940 sofreu modificação na sua denominação. Passou a ser chamado de Arraial de Itaipava. Três anos depois recebeu o nome de Poiri, transformando em distrito de Itacaré.

Limites

Distante 366,3 Km de Salvador (por via rodoviária), e 179 Km em linha reta. O município de Aurelino Leal é cortado pelo Rio Das contas e possui dois distritos: Laje do Banco e Poço Central e limita-se como os municípios de Ubaitaba, Gongogi, Itacaré, Ilhéus, Itapitanga, Dário Meira; Uruçuca e Barra do Rocha.

Pioneiros

Os fundadores do município de Aurelino Leal foram: Ramiro Teixeira, Pedro Elias, Leonel Neves de Melo, Nelson Alonso Fernandes, Manoel Ribeiro Salomão, Américo Amorim e Eduardo Magalhães Menezes. O primeiro prefeito foi Antonio Freitas do Nascimento e a primeira Câmara de Vereadores constituída dos seguintes vereadores: Valmir Mendes Souza, Josias José do Nascimento, Jorge Calheira dos Santos, Valdomiro de Almeida, Manoel Vieira Filho, Reinaldo Almeida, Graciliano Alves Leal, Almir Araujo e Manoel Ribeiro Salomão.Ao longo da sua história de autonomia político-administrativa, Aurelino Leal teve 12 gestões, sendo prefeitos: Antonio Freitas do Nascimentos, Walter Bonfim Lago, Almir Araujo, Dalila Araujo Vasconcelos, Humberto Vieira Barbosa,, Dalila Vasconcelos, Ubirajara Muniz da Silva, Dalila Araujo, Gilberto Ramos de Andrade, Wilson Rodrigues Figueiredo,, Gilberto Ramos de Andrade, Domingos Marques e Elizângela Ramos de Andrade. Outros nomes ocuparam o cargo interinamente.

Crescimento

Com a cultura do cacau, principal base econômica da região, o distrito cresceu e apareceu no cenário estadual. Diversas firmas compradores de cacau como (Correia Ribeiro, Mattos Souza, dentre outras) se estabeleceram no lugar que ao ser elevado à condição de município autônomo, recebeu o nome de Aurelino Leal, em homenagem ao ilustre advogado, jornalista, professor catedrático, natural de Itacaré.