Home / Aurelino Leal / Social / Mulheres aurelinense participam de curso de derivados da mandioca

Mulheres aurelinense participam de curso de derivados da mandioca

Considerando o potencial produtivo da mandioca, sua crescente produtividade e popularização em Aurelino Leal e região, a Secretaria Municipal de Assistência Social de Aurelino Leal em parceria com o SENAR/BA – Serviço Nacional de Aprendizagem Rural, ofereceu nos dias 23, 24 e 25 de Maio, o curso de ‘Beneficiamento e Transformação Caseira da Mandioca’ para mulheres aurelinense.

O curso teve como objetivo preparar produtos derivados de mandioca de forma artesanal, utilizando-as em diversas receitas doces ou salgadas. As alunas puderam aprender como aproveitar a raiz em sua totalidade. Com base nesse aproveitamento surgiu bolo, torta salgada, biscoito, pão de queijo, chipa, brigadeiro, sorvete, coxinha e até pudim, entre outros. Também foi abordado o valor nutritivo; Higiene e Limpeza; Processamento da Mandioca. Foram 15 vagas disponibilizadas pelo SENAR.

A secretária do social do município, Rita de Cássia Andrade, conta que a Secretaria apostou nesse curso, pois apresenta baixo custo e acessibilidade, já que a raiz é forte na agricultura da região. “Em nossa região é um produto fácil de encontrar. Além de saborosa, a mandioca também possui diversos benefícios para a saúde, com esse curso tenho certeza que a mulheres que participaram sairão com uma nova perspectiva de vida, pois através dos depoimentos delas estamos vendo a vontade que elas estão em começar a confeccionar os produtos para venderem e complementar a renda familiar”, contou.

O curso também contou o apoio de toda equipe do CRAS/Aurelino Leal, a exemplo da Coordenadora do CRAS, Sheila Dantas, Técnica e Psicóloga Lucivânia Feitosa, Assistente Social Hingride Oliveira, entre outras colaboradoras.

A mandioca é hoje, considerado o alimento do século pela FAO – Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura, devido a sua importância como uma fonte de alimento e de segurança alimentar. De acordo com informações da instituição, a produção mundial do alimento aumentou 60% desde 2000. (ASCOM/Abimael Rirches)

Sobre Abimael Rirches

Veja Também

Prefeitura realiza evento de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes.

A Prefeitura Municipal de Aurelino Leal, por meio da Secretaria Municipal de Ação Social, CREAS …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *